ptenes

Blog

A gestação é uma das fases mais lindas e marcantes de nossas vidas. A descoberta da gravidez, as primeiras mudanças físicas, a primeira vez que ouvimos o coraçãozinho do bebê ao ultrasson. Tudo é tão marcante, tão intenso e tão rápido. Pensamos e cuidamos de todos os detalhes para quando nosso bebê nascer e aos poucos, começamos a fazer planos para o futuro dele. O que algumas famílias se esquecem, porém, é que tão importante quanto dar um nome ao bebê é cuidar de sua alimentação desde os primeiros dias intra-útero. O corpo da mãe precisa ter as condições nutricionais necessárias para um bom desenvolvimento da criança. Para isso é preciso alimentar-se adequadamente e estar com todos os nutrientes em equilíbrio. Recebo diariamente no consultório gestantes cheias de dúvidas em relação à alimentação, preocupadas em fazer o melhor para gerar um filho lindo e saudável. Claro que elas também querem ficar lindas e saudáveis em toda a gravidez e voltar ao corpo sonhado o quanto antes. Saiba que não há uma formula mágica de “alimentação para gestante”. Mas existem muitas dicas preciosas que podem ajudá-la nessa caminhada. Lembrando que cada mamãe tem um organismo e só em uma consulta nutricional detalhada podemos prescrever uma dieta específica. Também é preciso avaliar individualmente a necessidade ou não de suplementação. O que vale para a Camila nem sempre vale para Amanda. Vamos às dicas:
  •  Alimente-se, no máximo, de 3 em 3 horas;
  • Leve pequenas marmitinhas com seu lanche diário para o trabalho;
  • Beba água, mesmo sem vontade, em breve seu organismo se acostumará e sentirá essa necessidade. Uma boa hidratação ajuda a prevenir a prisão de ventre e infecções no trato urinário;
  • Varie sempre o cardápio para ter mais chances de ingerir todos os tipos de nutrientes que você e o bebê precisam;
  • Coma frutas, verduras, cereais integrais e coloque em alguma refeição do dia oleaginosas (nozes e castanhas, etc);
  • Pingue gotas de limão na sua comida, isso aumenta a absorção de Ferro;
  • De sobremesa: frutas cítricas;

Substitua na sua casa:

  •  O arroz branco pelo integral (comece por você até alcançar sua família);
  • Os sucos de caixinha por naturais;
  • O sal refinado por Sal Marinho integral;
  • O açúcar refinado pelo mascavo (que também deve ser consumido com moderação, porém, é mais nutritivo e tem menos aditivos químicos);

Evite:

  • Altas doses de cafeína (cafés, chás com cafeína, chocolate);
  • Alimentos que podem conter salmonela (ovos crus ou comidas que contenham ovos crus ou parcialmente cozidos, como maionese caseira, mousse, fios de ovos);
  • A ingestão de açúcar e alimentos gordurosos;
 Não consuma:
  •  Refrigerantes, bebidas alcoólicas;
  • Alimentos diet, light e adoçantes precisam ser consumidos com orientação de um nutricionista ou médico;
  • Não fume nem permaneça próximo a alguém que esteja fumando;
 Ainda: Prepare-se para amamentar seu bebê! Posso dizer como mãe de três filhos: ESSA É UMA DAS EXPERIÊNCIAS QUE MAIS VALE A PENA NA VIDA! IMG_0878  

Na correria do dia a dia, ir ao supermercado pode ser um transtorno, não é? Por isso, começo a semana com algumas dicas práticas que facilitarão a vida da família:

  • Verifique o que tem na sua despensa, geladeira e freezer antes de fazer a lista de compras;
  • Faça uma lista organizada, agrupe os produtos de acordo com os  setores do supermercado. Assim, você não precisará ficar voltando nas prateleiras para buscar um item esquecido.
  • Nunca vá ao supermercado com fome, ela influenciará suas decisões e você comprará além do necessário.
  • Desconfie de promoções muito  atraentes. Confira a data de validade e as condições do produto.
  • Não compre latas amassadas. O alimento pode ter sido contaminado.
  • Aprenda a ler os rótulos:  a lista de Tell that justin bieber biography breaks the following rules: happy late noisy parties, allows you to their friends is illegal to Park your car at night, irresponsible racing car in the protected area. ingredientes é feita em ordem decrescente, ou seja, os primeiros que aparecem são os que estão em maior quantidade no produto e os últimos em menor quantidade. Os nomes dos ingredientes devem ser parecidos com o que temos na nossa cozinha, nomes que lembram produtos farmacêuticos geralmente são aditivos químicos (Por exemplo: Benzoato de Sódio INS 210: conservante, Amarelo INS 101: corante, etc).
  • Prefira as verduras, frutas e legumes da estação. Elas têm maior qualidade nutricional e são mais baratas.
  • Deixe para pegar os alimentos refrigerados por último. Coloque-os juntos no carrinho (as carnes sempre abaixo dos demais), para que mantenham-se resfriados por mais tempo.
  • Se for possível, deixe uma caixa de isopor no porta-malas do seu carro para acondicionar os produtos resfriados até chegar em casa. Parece exagero, mas não é.
  • Deixe suas sacolas recicláveis no carro, para não esquecer.
  • Reflita se realmente vale a pena levar as crianças com você. Se deseja incluí-las nessa tarefa doméstica, prefira levá-las à feira onde há menos "guloseimas" à vista.

Tenha em mente que ir ao supermercado não deve ser enxergado como um sacrifício, mas  uma oportunidade de cuidar ainda melhor da saúde de nossa família. Se conseguir se organizar, certamente otimizará seu tempo!

525988813_baf51de9da_o

Ao longo da minha vida profissional tenho acompanhado inúmeras famílias que acabaram de ganhar um bebê e encontram-se na fase da amamentação. Minha percepção é que algo que deveria ser “natural” às vezes transforma-se em um desafio grande demais. Talvez pelo estilo de vida moderno, a necessidade frenética da participação da mulher no mercado de trabalho, as características e interferências familiares, a preocupação exacerbada com a estética, cobranças, enfim, uma série de fatores que trabalham “contra” e sem querer privam mãe e filho desse período de ganhos insubstituíveis. Na teoria amamentar é algo, eu diria romântico, o que acaba frustrando muitas mães quando a “vida real” chega e o dia a dia com o bebê começa. Algumas até “tiram de letra”, mas muitas precisam de um apoio maior para chegarem aos 6 meses de aleitamento exclusivo recomendado pelo Ministério da Saúde. Claro que os benefícios para a mãe e bebê são inúmeros, bem maiores e profundos que minha capacidade de transformá-los em palavras. Mas, para começarmos essa conversa, compartilho um pouco do “tudo de bom” que damos a nossos filhos quando amamentamos. Algumas vantagens que só o aleitamento materno pode oferecerà criança:
  • Promoção do vínculo afetivo com a mãe.
  • Melhor desenvolvimento cognitivo, psicomotor, intelectual e social.
  • Proteção imunológica.
  • Resistência para alergias, especialmente em famílias com maior risco.
  • Menor probabilidade de infecções respiratórias como pneumonias e bronquiolites.
  • Maior resistência a diarreias, otites, infecções urinárias.
  • Melhor desenvolvimento da visão.
  • Redução da cárie dentária, melhor desenvolvimento mandibular, dentário e da fala.
  • Maior proteção para doenças crônicas, como diabetes mellitus, doença de Crohn, colite ulcerosa e doença celíaca.
  • Menor probabilidade de eczemas e asma.
  • Melhor resposta às vacinas.
  • Quando doente, dá conforto, ajuda a hidratar e a recuperar mais depressa.
Vantagens nutricionais:
  • O leite materno possui TODOS os nutrientes que a criança precisa nos primeiros seis meses de vida. Também garante a quantidade de água necessária nesse período.
  • Contém endorfina, neurotransmissor que ajuda a suprimir a dor.
  • Menor incidência de obesidade, hipertensão arterial e colesterol alto em crianças amamentadas até os seis meses.
  • Desenvolvimento da flora intestinal adequada.
  • Está adaptado à imaturidade renal do bebê.
  • Está adaptado à imaturidade digestiva do recém-nascido, sendo de fácil digestão e absorção o que permite um correto aproveitamento de todos os nutrientes e ainda uma menor incidência de cólicas, vômitos e intolerâncias alimentares.
  • Se a mãe tiver um correto aporte de ácidos graxos essenciais (por exemplo,ômega 3), o seu leite vai contribuir ainda mais para o desenvolvimento mental do bebê.
  • Possui uma quantidade de ômega 3 e ômega 6 ideal.
  • O leite materno apresenta uma composição variável ao longo do dia e adaptada ao bebê. Trata-se da verdadeira alimentação personalizada, não só quanto à composição nutricional, mas também quanto à informação imunitária.
Deseja um futuro brilhante para seu filho? Comece com o pé direito, AMAMENTE-O! Um grande abraço! 6 - amamentação
Fique bem informada!
Assine nossa lista gratuita

A gente se encontra por aqui e pela vida, sempre!

Newsletter

Informe seu email para receber informações gratuitamente.