ATENÇÃO GESTANTES E FUTURAS GESTANTES‼️

Já está à venda o mais novo DVD da nutricionista Andreia Friques: “Da barriga da mamães às primeiras comidinhas”!

Alguns assuntos abordados:
* Por que preparar seu corpo para engravidar e cuidar da alimentação durante a gestação?

* Epigenética: Como nossa alimentação contribui para a programação das doenças nos nossos filhos?

* Qual o ganho de peso ideal? Quais os alimentos devem ser evitados pela gestante? Quais ela deve priorizar?

* Gestante pode consumir álcool?

* Como ter sucesso na amamentação?

* Como são formados: o paladar e as preferências alimentares da criança?

* Por que os 1.000 primeiros dias são tão decisivos na vida da criança?

* Vale a pena fazer uma dieta radical para evitar que o bebê tenha cólica nos primeiros meses?

* Como saber se o bebê está pronto para começar a introdução da alimentação complementar?

* Por que evitar sucos para os bebês?

*O que não oferecer até os 02 anos de vida?

* E o bebê que recusa a alimentação complementar?

* Quais os suplementos fundamentais ao bebê até os 02 anos de vida?

* Especial: Como lidar com as interferências familiares na alimentação do seu filho sem traumas?

* Quais os erros você deve evitar no processo de Educação Nutricional?
______________________________________________________________________
✔️ ADQUIRA ESSE E OS OUTROS DVD’s ENVIANDO E-MAIL PARA: contato@andreiafriques.com.br

Informações através dos telefones (27) 3215 3606 ou (27) 9 9771 8933 (WhatsApp)

Sexta-feira postei sobre os malefícios do estresse da gestante sobre a saúde do bebê (quem não leu, volte no meu POST anterior), e prometi a vocês que hoje daria algumas dicas práticas para ajudá-las!

Então, convidei a psicóloga Gina Strozzi, doutora no assunto, para escrever para vocês!
Com a palavra Gina Strozzi:

* PERDOE!
Na gravidez ficamos sensíveis e choronas. Olhe isso pelo lado positivo. Se eventualmente seu coração endureceu com alguma pessoa ou situação, aproveite o transbordamento hormonal para amolecer e desprender as dores e rancores! Não guarde mágoas! Dialogue e deixe que as lágrimas desçam. Elas vão escorrer e levar tudo que não Deve ficar preso ai dentro pra te atrapalhar a receber seu bebê!

* CONVERSE COM SEU BEBÊ:
Aproveite para estreitar os laços com o baby: a sua voz será reconhecida devido a vibração no útero. O bebê te sente, te toca por dentro e te reconhece! Reconheça-o também! Chame-o pelo nome. Dê bom dia, converse com sua barriga e estreite essa relação que já começa ai dentro. Alerta: [ o stress é um estado de tensão psicológica, física e muscular. O útero é um músculo que se contrai, comprimindo, oprimindo e apertando o bebê]. Assim, em momentos de tensões. Respire, se acalme! Fale em voz mansa e dê a ele a oportunidade de respirar com tranquilidade e segurança!

* Use o SEXO como distração e relaxamento!
Muitas grávidas ao contrário do que se pensa, tem a libido aumentada na gestação. Isso é ótimo, pois estimula a proximidade, o carinho, o prazer e o relaxamento. Serve como alívio do stress e tensões do corpo, da alma e muitas vezes do relacionamento. Renova tudo!

Obrigada Dra Gina Strozzi por contribuir com essas dicas valiosas para minhas seguidoras!

Lembrem-se: Não nascemos mães! Esse é um processo que vai acontecendo nas nossas vidas! Não se culpe por nada! Ame seu bebê e diga isso o tempo todo a ele!

Com amor,

Andreia Friques

images

 

 

 

 

2408899-4751-rec

 

Não há pesquisas que indiquem ligação entre o estresse normal e as frustrações da vida moderna (como uma briga com o chefe ou um péssimo dia no trânsito) a um risco maior de abortos espontâneo.

Por outro lado, estresse ao extremo pode fazer com que uma mãe acabe perdendo o bebê, mas é preciso que se trate de uma coisa muito séria.
A maior parte dos abortos espontâneos não tem causa conhecida ou ocorre por um fator além da possibilidade de controle. Acredita-se que de 50% a 70% das perdas que acontecem no primeiro trimestre sejam devido a anormalidades cromossômicas no óvulo fertilizado, ou seja, ele não teria mesmo possibilidade de se desenvolver normalmente.
Mas isso não quer dizer que momentos extremamente estressantes, como no caso de um divórcio muito feio, uma morte na família ou graves dificuldades financeiras, não possam afetar a saúde do bebê durante a gravidez.
De acordo com um grande estudo dinamarquês de 2008, feito com mais de 19 mil gestantes, mulheres grávidas com alto nível de estresse psicológico apresentaram um risco 80% maior de dar à luz natimortos, comparadas às com nível intermediário de estresse.
Diversas outras pesquisas indicam ainda que estresse excessivo durante a gravidez pode levar a partos prematuros, baixo peso do bebê ao nascer e até asma e alergias no futuro da criança. Fonte: Baby Center Adaptado/PubMed.Com

Seria “perfeito” se toda mulher conseguisse ficar livre de problemas e aborrecimentos durante sua gestação! Mas, A VIDA NÃO é perfeita, e, já que vivemos em um mundo real, imperfeito e cheio de situações adversas, LEIA EM MEU POST DE SEGUNDA – 21/09/2015 (pela manhã), dicas práticas de como lidar melhor com as situações de estresse durante a gestação!
Estamos Juntas, promovendo a saúde de nossos filhos!
Com amor,

Andreia Friques

 

 

 

Fazer a tarefa de casa, estudar para a prova… Ir à reunião da escola, ao médico… Comprar presente para a festinha de aniversário do colega, levar ao cinema, buscar na casa de uma amigo…

Sim… Dá trabalho!

Mas mesmo com a vida corrida que todos nós temos, simplesmente “nos viramos”, damos um jeito, e fazemos o que tem que ser feito!

O que acontece é que como temos que nos dividir em mil para “dar conta de tudo”, corremos no supermercado ou padaria mais próxima e entupimos o carrinho de biscoitinhos, snacks, macarrão instantâneo, caldos e temperos artificiais, salsichas, linguiças, presunto, comida e sucos de caixinha, nuggets, pipoca de microondas sabor “tal”, bolinhos industrializados, queijinhos “petit suisse”, balinhas, etc, na ILUSÃO de que esses produtinhos “práticos” nos darão MENOS TRABALHO!                                                            .

Gente, escrevo esse ALERTA, com amor e preocupação:

O mundo está vivendo uma epidemia de “Doenças Nutricionais” que têm origem, são antecipadas ou agravadas por um estilo de vida alimentar desregrado, desequilibrado e baseado em PRODUTOS ALIMENTÍCIOS PRÁTICOS ao invés de ALIMENTOS DE VERDADE!
Se esse estilo de vida está acabando com a saúde dos adultos, imagine o que não tem feito com a GERAÇÃO DE CRIANÇAS que têm “usufruído” diariamente dessa “praticidade” desde a “barriga da mamãe”?Você ganhou ou ganhará um filho? Bem vindo ao mundo que DÁ TRABALHO sim! Acredite, seja para promover a saúde ou CUIDAR DA DOENÇA, inevitavelmente, teremos trabalho! Vale a pena cada minuto investido no cuidado à saúde de nosso maior tesouro, nossos filhos!

 

Imagem-41

Já ouviram falar em RODÍZIO ALIMENTAR?

 Trata-se de enriquecer nossa alimentação trocando ingredientes, evitando aquele velho hábito de comer todos os dias a mesma coisa! A MONOTONIA ALIMENTAR, além de diminuir a absorção dos nutrientes, pode levar à inflamação do organismo, INTOLERÂNCIAS e ALERGIAS ALIMENTARES.

A partir de 1 aninho, a criança deve estar apta a comer a alimentação da família e por isso é fundamental que toda a família tenha uma alimentação mais saudável e variada possível para servir de exemplo aos pequenos e ajudando a desenvolver  desde cedo o paladar para diversos alimentos .

Por isso, minha dica é substituir, de vez em quando, o arroz por QUINOA! A Quinoa real é considerada o cereal do século, completa em aminoácidos essenciais, rica em ômega 3 e ômega 6, ajuda no funcionamento do intestino, diminui a absorção dos carboidratos e faz muuuuuito bem a saúde! Você pode comprar os grãos e cozinhar da mesma maneira como faz online casino’s o arroz! Pode incrementar a receita à sua maneira, colocar brócolis, temperinhos naturais, cenoura picadinha, fica deliciosa! A família toda vai adorar! Abaixo segue uma receitinha com algumas dicas que passo para os meus pacientes no consultório:

• Cozinhe quinoa em grãos no óleo de coco, alho e temperos de sua preferência (cozimento semelhante ao do arroz). Coloque uma pitada de sal marinho integral. Acrescente cebolinha, coentro, salsinha picadinhos. Acrescente oleaginosas picadas ( castanhas, pistache, etc) e, para um sabor adocicado, damasco seco picadinho. Sirva com 1 fio de azeite extra-virgem e com os acompanhamentos que preferir. Crianças maiores de 6 meses podem consumir quinoa, de acordo com a fase da alimentação complementar de cada um. Apenas fique atenta aos demais ingredientes. Como é mais endurecido que o branco, deve cozinhar por um pouco mais de tempo!

Vamos trazer mais saúde pra nossa casa?

 


4401121267_ff44d9da17

(mais…)

Hoje em dia já é comum ver pessoas associando o peito de peru com uma dieta saudável. O problema está no fato de que, apesar de ser magro (possuir baixo teor de gorduras) e light, o peito de peru é um alimento embutido, rico em corantes,conservantes, vários aditivos químicos e sódio, não devendo fazer parte de nossa alimentação habitual, muito menos de minhas GESTANTES e CRIANÇAS! Ok?!
Para se ter uma idéia, uma porção de 40gr desse produto (2 fatias, em média) pode apresentar até 500mg de Sódio, que representa cerca de um terço do valor total recomendado de sódio a ser ingerido durante todo o dia. O Sódio é um elemento essencial para um bom funcionamento fisiológico, entretanto, seu excesso está relacionado com doenças cardiovasculares e sobrecarga renal.
Além disso, por se tratar de um alimento embutido e defumado, podemos encontrar na composição Nitritos e Nitratos, responsáveis para promover a conservação, conferir cor e sabor a eles. O problema é que estes compostos são comprovadamente tóxicos para nossa saúde, podendo levar ao surgimento de várias doenças.
Mas e no dia a dia, como podemos lidar com a falta destes alimentos? Essa não é uma missão impossível, pois podemos substituir este e outros alimentos embutidos na nossa dieta por opções mais saudáveis e funcionais, como por exemplo:

• Tofu: É uma espécie de queijo de soja muito consumido em países Asiáticos e é uma opção muito versátil para se incluir na dieta. Fonte de proteínas de alta qualidade, vitaminas do complexo B, Cálcio, Magnésio e Ferro.

• Ricota: É um tipo de queijo que passa por um processo diferenciado de extração, garantindo uma maior concentração de proteínas e aminoácidos de fácil digestibilidade, além de ser rico em vitaminas (A, D, E, B) e minerais (Cálcio, Fósforo e Potássio).

• Queijos magros em geral, por exemplo, Cottage, Queijo tipo Minas Ligth e Mussarela de Búfala.

• Pasta funcional de Macadâmia (Receitinha aqui no blog).  A macadâmia é uma oleaginosa considerada um alimento funcional. Tem propriedades antioxidantes e aumenta a defesa natural do organismo, além de ser fonte de Potássio e de gorduras boas para o corpo.

• Ovos mexidos frios no óleo de coco extra-virgem com orégano e temperos naturais é uma opção protéica bem elaborada e rica em sabor.

• Pastas com Biomassa de Banana Verde, por exemplo, “La Pianezza” (encontram em casas de produtos naturais). É rico em Fibras, Ferro e Manganês, baixo teor de Sódio e auxilia na absorção de Vitaminas e Minerais pelo corpo.
Usem a criatividade, façam receitas bacanas e saudáveis, procurem sempre dar preferência a alimentos naturais e tenham mais saúde. Assim formamos uma corrente do bem, trazendo mais saúde para nossa família!

CYMERA_20140605_163110