O coco é uma fruta muito saudável, um #SuperAlimento bem acessível em nosso país! Ele é uma excelente opção de lanche para a criançada e pode ser utilizado para preparar leite, farinha e muitas receitas incríveis (Detalhes e receitas no instagem em #CocoByAndreiaFriques).

A partir dos 06 meses de idade, a polpa do coco verde (bem molinha) pode ser oferecida na alimentação complementar (lembrando que cada criança deve ser acompanhada e orientada de forma individual nessa fase). Outros detalhes sobre Alimentação Complementar em #ACByAndreiaFriques .

Para os maiores, a fruta pode ser oferecida de várias maneiras (verde, seco), pedacinhos, pedações, tirinhas, desidratado no forno, junto com outras frutas, com os #Berries fica uma delícia.

Na minha casa a gente costuma congelar o coco descascado e sempre tem algum no freezer para uma “emergência”. 

#Coco #CocoLovers #Lanche #Snack#SnackSaudável #Enjoy

Nas primeiras semanas de introdução da alimentação complementar, algumas mamães ficam “de cabelo em pé” com as reações dos pequenos. Caretas, pratinhos jogados ao chão, choro, recusa. Tudo isso (e muito mais) pode acontecer e acredite, é mais comum do que a gente imagina.

🍆Aquele bebezinho que antes “só” conhecia o que era leite materno ou fórmula infantil, agora terá que experimentar sabores ácidos, amargos, texturas diferentes, temperaturas mais frias ou quentes. Ele vai aprender a comer sentadinho, “sozinho” e, aos poucos, vai entender que a alguma coisa está mudando.
🍏Gente, mudança não é fácil para ninguém! .
🍑Se você está passando por essa fase e acha que seu pequeno NUNCA VAI ACEITAR NADA DIFERENTE de leite, anote essas dicas:

1⃣ ACALME-SE! Essa fase vai passar.
2⃣ Saiba que cada bebê tem seu tempo. Não fique comparando seu filho aos coleguinhas do parquinho.
3⃣ Construa uma rotina alimentar para ele, ofereça os alimentos tranquilamente, nos horários que ele estiver com fome (Se ele estiver de barriga cheia de leite, provavelmente terá menos interesse por outros alimentos).
4⃣ Diga sempre palavras positivas e de incentivo. Ele é pequenininho mas é capaz de perceber TUDO!!!
5⃣ Deixe seu bebê tocar no alimento, sentir sua textura, aroma, sabor… Converse com ele com alegria sobre essa nova fase!
6⃣ Sempre que possível, coloque-o para fazer suas refeições junto com a família! Ele aprenderá (muito) vendo o papai, a mamãe, os irmãos se alimentando! Afinal, ninguém gosta de comer sozinho!

Mais uma vez: Acalme-se!!! Acredite, ele vai comer!!!

Com amor, Andreia Friques ♥

Ao contrário do que muita gente ainda pensa, o ovo (Gema + Clara) pode e deve ser iniciado na Alimentação Complementar a partir dos 6 meses de vida, EXCETO para aqueles que têm Alergia Alimentar (esses devem ser avaliados e orientados individualmente)!

Segundo os Guias de conduta Americano, Europeu e Brasileiro, a introdução TARDIA do ovo, AUMENTA O RISCO DE ALERGIA A ESSE ALIMENTO!

Quando iniciado após os 9 meses esse risco aumenta em 1,5 vez!

Quando iniciado após os 12 meses de vida, esse risco aumenta em 3 vezes! (Fonte: *Kull et all, 2006/ Koplin JJ, et all, 2010).

Portanto, mãos à obra! Afinal, ele é gostoso, super nutritivo, fácil de oferecer à criança (cozido, em forma de omelete picadinha, mexidinho na frigideira anti-aderente com um pinguinho de óleo de coco ou mesmo sem óleo)!

Lembrando que:
✔️ a gema deve ser bem cozida para evitar o risco de contaminação por Salmonella;
✔️ o ovo substitui a carne na papinha e/ou comidinha;
✔️ não colocamos sal na comidinha do bebê;
✔️que geralmente recomendamos oferecê-lo ao bebê até 3 vezes na semana!

Todas essas informações estão detalhadas em outros posts sobre esse assunto!

Com amor, Andreia Friques