ptenes

Blog

- "A verdade é que nós estamos ABANDONANDO NOSSOS FILHOS! Por diversos motivos, terceirizamos os cuidados... Com medo da violência, os deixamos dentro de casa e suprimos nossa ausência, abarrotando as despensas de biscoitos... Afinal, essa ausência há de ser suprida de alguma forma! O número de crianças obesas aumentou 400% na última década e tem crescido a quantidade de procedimentos invasivos como a colocação de balão intra-gástrico em adolescentes. A questão precisa ser avaliada e as mudanças devem ocorrer no contexto  familiar". Essas foram algumas considerações de um médico capixaba em entrevista sobre obesidade infantil nesse fim de semana. Assisti a entrevista reflexiva como sempre e, triste, por saber que, de maneira geral, nossas crianças estão pedindo socorro, inclusive as que não estão obesas! Não podemos colocar a culpa na vida corrida e deixarmos nossos filhos abandonados, entregues à internet, novelas e guloseimas! Babás, empregadas, vizinhas, avós, profissionais da saúde, professores, estão aí para nos ajudar, mas os RESPONSÁVEIS PELOS FILHOS SÃO E SEMPRE SERÃO OS PAIS! Nossas crianças precisam de muitas coisas, mas a nossa PRESENÇA é INSUBSTITUÍVEL! Autoridade, limites, amor e exemplo têm que passar de pais para filhos! Pense nisso! Estamos juntos, procurando mais saúde para nossos filhos, sempre! Uma semana abençoada! ♥     Comentar (0 Comentários)

Hoje em dia já é comum ver pessoas associando o peito de peru com uma dieta saudável. O problema está no fato de que, apesar de ser magro (possuir baixo teor de gorduras) e light, o peito de peru é um alimento embutido, rico em corantes,conservantes, vários aditivos químicos e sódio, não devendo fazer parte de nossa alimentação habitual, muito menos de minhas GESTANTES e CRIANÇAS! Ok?! Para se ter uma idéia, uma porção de 40gr desse produto (2 fatias, em média) pode apresentar até 500mg de Sódio, que representa cerca de um terço do valor total recomendado de sódio a ser ingerido durante todo o dia. O Sódio é um elemento essencial para um bom funcionamento fisiológico, entretanto, seu excesso está relacionado com doenças cardiovasculares e sobrecarga renal. Além disso, por se tratar de um alimento embutido e defumado, podemos encontrar na composição Nitritos e Nitratos, responsáveis para promover a conservação, conferir cor e sabor a eles. O problema é que estes compostos são comprovadamente tóxicos para nossa saúde, podendo levar ao surgimento de várias doenças. Mas e no dia a dia, como podemos lidar com a falta destes alimentos? Essa não é uma missão impossível, pois podemos substituir este e outros alimentos embutidos na nossa dieta por opções mais saudáveis e funcionais, como por exemplo: • Tofu: É uma espécie de queijo de soja muito consumido em países Asiáticos e é uma opção muito versátil para se incluir na dieta. Fonte de proteínas de alta qualidade, vitaminas do complexo B, Cálcio, Magnésio e Ferro. • Ricota: É um tipo de queijo que passa por um processo diferenciado de extração, garantindo uma maior concentração de proteínas e aminoácidos de fácil digestibilidade, além de ser rico em vitaminas (A, D, E, B) e minerais (Cálcio, Fósforo e Potássio). • Queijos magros em geral, por exemplo, Cottage, Queijo tipo Minas Ligth e Mussarela de Búfala. • Pasta funcional de Macadâmia (Receitinha aqui no blog).  A macadâmia é uma oleaginosa considerada um alimento funcional. Tem propriedades antioxidantes e aumenta a defesa natural do organismo, além de ser fonte de Potássio e de gorduras boas para o corpo. • Ovos mexidos frios no óleo de coco extra-virgem com orégano e temperos naturais é uma opção protéica bem elaborada e rica em sabor. • Pastas com Biomassa de Banana Verde, por exemplo, "La Pianezza" (encontram em casas de produtos naturais). É rico em Fibras, Ferro e Manganês, baixo teor de Sódio e auxilia na absorção de Vitaminas e Minerais pelo corpo. Usem a criatividade, façam receitas bacanas e saudáveis, procurem sempre dar preferência a alimentos naturais e tenham mais saúde. Assim formamos uma corrente do bem, trazendo mais saúde para nossa família! CYMERA_20140605_163110 Comentar (0 Comentários)

Dicas!!

  • Converse com sua família o quanto AMAMENTAR é importante para você,
  • Conscientize-os para que na 1 oportunidade alguém não apareça com uma chuquinha de NAN!
  • Tome 10 a 15 minutos de sol nas mamas (nos horários seguros) pelo menos 3 vezes na semana, durante a gestação e enquanto estiver amamentando! Essa é a maior arma para prevenir as temidas fissuras;

 

Dia a dia da amamentação:

  • Beba 3 a 4 litros de água (e sucos naturais) por dia, deixe garrafas d"água espalhadas pela casa para facilitar seu acesso;
  • Coma alimentos saudáveis, integrais, caseiros,
  • Faça pelo menos 6 refeições por dia;
  • Evite EXCESSO de lactose: online casino canada canjicas, chocolates, cremes à base de leite, doces de leite;
  • Exclusão de lactose só é necessária para mães de bebês que têm intolerância ou alergia;
  • Evite alimentos possivelmente alergênicos e alimentos ricos em aditivos químicos: chocolate, amendoim, refrigerantes, camarão e industrializados em geral.

 

SUCESSO!! e aproveitem ao máximo este momento único na vida de uma mulher.

Breastfeeding_a_baby

Comentar (0 Comentários)

Por que algumas crianças comem de tudo e outras são altamente seletivas? Por que algumas comem verduras, frutas, arroz integral, enquanto outras alimentam-se basicamente de macarrão, frango empanado e batatas fritas? Se você, como eu, toma decisões diariamente a respeito da alimentação dos seus filhos, preste atenção nessas dicas:
- Durante a gestação, alimente-se bem,
O bebê engole líquido amniótico diariamente. Vários autores sugerem que o sabor desse líquido muda de acordo com a alimentação materna. Evite “porcarias” e varie o cardápio.
- Amamente seu bebê, de preferência, até os seis meses de vida,
exclusivamente e, de maneira complementar, enquanto puder. Neste período, alimente-se da maneira mais saudável possível. O leite materno varia de sabor conforme a alimentação da mãe, e isso influencia as preferências alimentares da criança. Bebês que mamam no peito aceitam melhor a alimentação complementar, porque já estão habituados à diversos sabores.
- Introduza a alimentação complementar do bebê corretamente.
Gradativamente, ofereça frutas, sucos naturais sem açúcar, água, legumes, verduras cozidas, carne, ovo. Jamais dê açúcar, chocolates, gelatinas, doces, biscoitos com açúcar e petiscos à crianças pequenas (até 2 aninhos).
- Entre 1 ano e meio a 3 anos,
a criança passa por uma série de transformações, deixando de ser bebê. Neste período, elas querem ter voz ativa, começam a fazer escolhas próprias e medem forças com os pais. Alguns autores chamam essa fase de “mini-adolescência”. Mantenha-se firme, aja naturalmente, ofereça os alimentos habituais. Se ela fizer birra, mantenha a calma, retire o prato e ofereça-o normalmente algum tempo depois.
- Ao sair para passear com a família,
leve sempre um lanchinho saudável para a criança pequena. Não fique com pena, pensando que o “coitadinho” irá sentir falta daquela pizza de bacon. Ele nunca comeu bacon e isso não faz a menor falta a ele!
- JAMAIS, JAMAIS e JAMAIS
pingue gotas de refrigerante na boquinha da criança.
- Não faça dos momentos de refeição uma “praça de guerra”.
Esse deve ser um momento de paz e comunhão entre a família.
Converse com sua família, babás e cozinheiras a esse respeito.
TODOS DEVEM AGIR DA MESMA MANEIRA.
- Não delegue a responsabilidade da ESCOLHA
dos alimentos que seu filho irá consumir à terceiros (empregados, babás, avós, tios, entre outros). A não ser por força maior, PAPAI E MAMÃE SÃO RESPONSÁVEIS PELA EDUCAÇÃO DOS FILHOS, ISSO INCLUI EDUCAÇÃO ALIMENTAR, é sério e tem conseqüências para toda a vida. Mesmo com a vida atribulada que TODOS NÓS TEMOS, mantenha o controle da sua casa.
- Não se esqueça:
só consideramos que uma criança não gosta de um determinado alimento depois que o oferecemos a ela 10 vezes, em momentos diferentes e com apresentações diferentes. Não se precipite!
- Os adultos TÊM QUE SER EXEMPLO!
Eles estão DE OLHO em nós.   d2536-1 Comentar (1 Comentário)

Siga essas 4 regras que ele vai aumentar: 1º Amamente em livre demanda: quanto mais o bebê sugar e sugar mais leite você produzirá! 2º Beba 4 litros de água por dia. Coloque duas garrafas de 2 litros na geladeira e ACABE COM ELAS ao longo do dia! Vale sucos naturais e chás "calmantes" (camomila, erva doce, etc). Não vale refrigerantes, bebidas alcoólicas, chás estimulantes (chá verde, mate, etc). 3º DESCANSE!!! Tenha uma pessoa de confiança para cuidar do bebê nos intervalos das mamadas e DURMA. 4º RELAXE! Você sempre teve e sempre terá problemas para resolver! Não perca a chance de curtir seu bebê e dar a ele o melhor alimento do mundo porque tá passando raiva com o marido, com a empregada... VOCÊ NÃO MERECE ISSO! Foca no seu filho e deixa o resto para depois. Você vai ter a vida toda pra se preocupar com a casa, com seu trabalho, com os email's pra responder. Mas o tempo que poderá se dedicar exclusivamente ao seu bebê e amamentá-lo NUNCA MAIS voltará. DSC_4953 Comentar (0 Comentários)

Se ele consome refrigerantes, embutidos, confetes, jujubas, chicletes, alguns cereais matinais, gelatinas, Danoninho, biscoitos recheados, chips, refrescos e MUITOS outros industrializados, a resposta é SIM, sem querer, talvez até sem saber, você dá muito corante ao seu filho! O consumo de corantes está relacionado ao desenvolvimento de várias doenças como alergias, hiperatividade, déficit de atenção, asma, problemas gástricos, diversos tipos de câncer (como o de bexiga), entre outras. Também pode estar relacionado à piora dos sintomas de algumas patologias como o AUTISMO! A questão é complexa porque alguns corantes naturais também não são assim tão inofensivos. Como fugir dos corantes? -Evite alimentos industrializados, dá para fazer hambúrguer, almôndegas, Danoninho e muitas outras receitas em casa (acompanhe no blog). -Quando optar pelo industrializado, leia a lista de ingredientes no rótulo, prefira aqueles que contenham ingredientes que lembram o que temos na cozinha e fuja dos nomes parecidos com produtos de farmácia. -Prefira gelatina sem sabor adicionada de sucos e frutas. -Não tenha refrigerantes, biscoitos recheados, guloseimas na dispensa ou na geladeira de casa. -Prefira iogurtes naturais batidos com frutas e um pouquinho de mel (se necessário). -Crie um hábito saudável para seu filho desde a gestação. -Cuidado redobrado com os menores de 2 anos. -Prefira sucos naturais feitos em casa. -Se seu filho já é grandinho e está mal acostumado em termos alimentares, converse com ele, coloque limites, tracem metas de mudanças de hábito, juntos. -Nada de carregar pacotes e pacotes de guloseimas das festinhas infantis e estocar em casa. Fica a dica!! e juntos podemos trazer mais saúde para nossa família! 4393059625_548196b5df_o Comentar (0 Comentários)
Fique bem informada!
Assine nossa lista gratuita

A gente se encontra por aqui e pela vida, sempre!

Newsletter

Informe seu email para receber informações gratuitamente.