Umas das coisas mais difíceis no processo da Educação Alimentar de nossos filhos é conseguir mantê-los longe do açúcar, guloseimas…

Sou mãe como vocês, recebi e recebo muitos olhares do tipo: “Mas é só uma balinha”, “só um dedinho lambuzado de sorvete”…

Crianças pequenas NÃO DEVEM TER CONTATO COM AÇÚCAR, especialmente nos primeiros 2 anos de vida!

Isso porque já está mais que comprovado cientificamente que os primeiros mil dias de vida (da gestação aos 2 anos) são cruciais para a saúde do indivíduo com repercussões por TODA A VIDA!

Algumas razões para não acostumar nossos pequenos ao AÇÚCAR:
🍚 Açúcar branco é caloria vazia, não tem nenhum nutriente importante para o organismo.
🍚 Quando em excesso, aumenta muito a chance de obesidade, diabetes, câncer e várias outras doenças.
🍚 Entre 1 ano e meio e 3 anos o apetite dos pequenos diminui e eles entram numa fase chamada “mini-adolescência”. Muitos “param de comer” ou tornam-se seletivos. Aqueles acostumados a comer açúcar, certamente, enfrentarão muito mais dificuldades nessa fase e a família sofrerá mais.
🍚 Quanto mais oferecermos os alimentos adoçados artificialmente, mais o bebê vai preferir esse tipo de alimento e mais difícil será introduzir outros sabores.
🍚 O açúcar mascara o sabor original do alimento e o bebê tende a recusá-lo quando oferecido da forma natural.

Lembre-se:
👶 O bebê está conhecendo tudo. Ele vai aprender o que VOCÊ ensinar! A necessidade de comer alimentos doces é do ADULTO. Ele não sabe que um suco tem que ter açúcar, não sabe que uma fruta pode parecer “melhor” com achocolatado.
🍌O carboidrato que ele precisa para ter energia já está presente nas frutas e na comidinha em quantidades suficientes. Se adicionamos açúcar, começamos a vida dele com excessos, e, no futuro, poderemos nos arrepender! .
📝Seu bebê é uma página em branco! Cuidado com o que você escreverá nos primeiros capítulos dessa história!

Com amor, Andreia Friques ♥

Deixar uma resposta