Diversos estudos na área da Epigenética apontam para uma relação direta entre a Alimentação Materna e alterações em características do DNA do feto, tornando-o mais propenso a desenvolver determinadas doenças.

Em Agosto de 2014, a matéria de capa da revista “Science” trouxe um estudo que demonstra que “Fatores ambientais podem provocar alterações nas estruturas celulares do bebê em desenvolvimento, desde a FECUNDAÇÃO, levando consequências por toda a vida”.

Um desses fatores é a DIETA MATERNA. Dependendo do seu conteúdo, mais rica em GORDURAS ou em AÇÚCARES, por exemplo, pode modificar características do bebê, como a cor de cabelo e várias outras. O estudo detalha ainda que, uma alteração típica dessa influência é a maior produção de DOENÇAS INFLAMATÓRIAS dentro das células do feto, o que leva no futuro, uma maior chance do aparecimento de doenças como diabetes, hipertensão, alergias, intolerâncias e muitas outras. (Fonte: Science 15/08/14)

Essa e outras pesquisas mostram o QUE A GENTE JÁ SABE: cuidados durante a gestação são muito importantes para o futuro do bebê e do adulto que vem por aí.

Portanto, futuros Papais e Mamães está muito claro e comprovado cientificamente que, NOSSA RESPONSABILIDADE PARA COM OS FILHOS, vai muito além dos genes e começa desde a formação de sua primeira célula!

Com amor, Andreia Friques ♥

Deixar uma resposta